Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Life in Pink

Life in Pink

Tablet. Uma loucura. Só quer ver músicas de bebé e dançar. Não sou apologista do uso constante destas tecnologias nos nossos bebés, acho bastante mais importante o contacto humano, a brincadeira com os papás, amigos, familiares. Ainda assim, a miúda adora aquilo. De manhã, depois do leite, vai logo directa ao tablet e quer música (desata a dançar sozinha). Ao final do dia, quando chegamos a casa (e não vai directa à cozinha), quer o tablet. Felizmente ainda a distraímos bem e começamos a brincar com outra coisa e ela esquece. Eu sou a moderada lá de casa e não me importo que ela perca uns 5 minutos de manhã e mais uns 5 da parte da tarde com isto, porque ela claramente gosta. O pai é mais autoritário neste caso e defende que o tablet deve ser usado em situações pontuais. We agree to disagree, como em tantos outros assuntos :) Desde que não ultrapasse o tempo indicado, não me chateia nada que ela se distraia um pouco com o tablet. TV, não liga nenhuma. Ainda. Não, não quero criar uma criança que prefira ficar em casa a ver TV do que sair e brincar na rua. Proibição total não me parece que faça sentido, a menos que me apontem estudos científicos, de fonte idónea, a provar que o uso de tablets por criança afecta o desenvolvimento deles.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.