Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

Tivemos alta. Estamos em casa. Com algum receio, confesso. As contracções continuam, mas mais espaçadas. Receio de que voltem em força e tenhamos que correr novamente para a urgência. Esforços reduzidos ao mínimo em casa, mas efetivamente no hospital as condições são bem melhores. Desde a cama do quarto, ao facto de só nos levantarmos para ir ao wc e comer, com controlo de movimento fetal e contracções algumas vezes por dia. A tarde de hoje não está a ser extraordinária relativamente ao registo de contracções, a ver vamos se melhora um pouquinho. Amanhã consulta, o que me deixa mais descansada, pois se não melhorar muito, o médico dirá o melhor a fazer. Por vezes penso que vim passar uma noite a casa. Gostava muito que a baby se aguentasse até às 37 semanas, o objectivo dos médicos desde que dei entrada no internamento e fiz os tratamentos necessários.

Quanto ao hospital, eu, pessoa mega picuinhas com as condições de qualquer local, confesso-me bastante surpreendida - o edifício é velho, certo, mas está tudo muito limpinho, a higiene é efetuada todos os dias e os profissionais, bem, esses são como em qualquer outro lado, há os bons e os menos bons.

Depois de uma noite junto à sala de partos existe um misto entre desejo de parto natural e cesariana. Aquelas senhoras que ouvia a noite toda, primeiro a gemer, depois a gritar, pareceram sofrer horrores!