Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Life in Pink

Life in Pink

Mais uma ida ao centro de saúde - novamente surreal. Sentada ao meu lado uma senhora dizia "é muito triste ser pobre" e naquele momento eu tive que concordar. A saúde é sempre o mais importante nesta vida, mas um bom acompanhamento por médico de família (para quem não tem seguro de saúde) é fundamental. Ora, atirada aos lobos, num centro de saúde onde nunca terei médico de família porque há 16 mil pessoas em lista de espera, tenho que me conformar com o médico que me dão. Se o senhor decide desmarcar as consultas da tarde, porque quer dedicar-se a outras actividades, está no seu direito. Se não avisa ninguém, a situação torna-se aborrecida. A enfermeira que me atendeu foi muito simpática, mas há pessoas que não têm vocação para as tarefas que desempenham.. Tive que lembrar a senhora de que me deveria fazer x, que faz parte do protocolo, que por ter uma infecção deveria ter a atenção de um médico por 2 minutos, só para passar uma análise. Resumindo e concluindo, depois de 2 horas, o médico decidiu atender-me (parece que andava por lá) e lá passou as análises/ecografias necessárias. O mais importante aqui é o seguinte - eu tenho ideia de alguns dos procedimentos necessários e vou solicitando os mesmos, quando o médico/enfermeiro(a) estão distraídos - mas e quem não tem? A negligência parece-me uma coisa muito grave, mas está ao virar da esquina, por assim dizer.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.