Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

liv.jpg

Sinopse

Verão de 1975. Nola Kellergan, uma jovem de quinze anos, desaparece misteriosamente da pequena vila costeira de Nova Inglaterra. As investigações da polícia são inconclusivas. Primavera de 2008, Nova Iorque. Marcus Goldman, escritor, vive atormentado por uma crise da página em branco, depois de o seu primeiro romance ter tido um sucesso. Junho de 2008, Aurora. Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados do país, é preso e acusado de assassinar Nola, depois de o cadáver da rapariga ser descoberto no seu jardim. Meses antes, Marcus, discípulo de Harry, descobrira que o professor vivera um romance com Nola, pouco tempo antes do seu desaparecimento. Convencido da inocência de Harry, Marcus abandona tudo e parte para Aurora para conduzir a sua própria investigação.

 

Com 664 páginas, A Verdade sobre o caso Harry Quebert, de Joël Dicker, foi devorado em 4 dias. Dir-me-ão, mas estás em casa sem fazer nada, é normal! Não, anda por ali um Dostoievski há semanas, e dá-me um tédio tal que a coisa não avança. Já este livro, prendeu-me do início ao fim. Confesso que no fim já estava um bocadinho farta com tantas novidades que iam sempre surgindo, mas ainda assim, foi um óptimo livro. Ao longo de cerca de 600 páginas vamo-nos questionando sobre quem será o assassino de Nola, vamos alimentando as nossas próprias suposições, e o livro não pára de nos surpreender. Óptima leitura de férias ou de final de dia, consegue transportar-nos para a história e deixar-nos completamente agarrados. 8/10.