Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

lov.jpg

Dou por mim a sorrir. A pensar no bebé dentro de mim e a desejar que o tempo voe para o ter comigo. Não sou dada a conversas muito lamechas, confesso que me causam alguma comichão e tenho a ideia, talvez errada, de que se mantiver uma carapaça relativamente a estes assuntos, me protejo de eventuais problemas/desilusões.

Mas amor por um bebé em desenvolvimento não é só o que sinto - há o amor pelo namoradinho, há o amor pela família, e esse, também, cresce a cada dia que passa. É extraordinário como podemos ser tão altruístas no amor. Querer o melhor para o outro, pensarmos no outro em primeiro lugar, e não em nós. Mesmo que para fazermos o outro sorrir tenhamos que sacrificar algo. É um dom termos capacidade para amar.