Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

Tenho os melhores pais do mundo. É um clichê, mas não imagino melhores pessoas a criarem-me, a serem a base da minha educação e formação de personalidade, a moldarem-me de acordo com o que acreditam sr o mais correcto. Pessoas honestas, trabalhadores, que dão tudo de si pelo próximo. Estes são os meus pais e todos os dias agradeço por os ter, temo por os perder. Tenho a melhor família que poderia imaginar. Mas não foi para falar dos meus pais que comecei este post. O pai a que me quero referir é o recem-papa com quem partilho esta experiência extraordinária da parentalidade. Tenho o melhor namorado do mundo, que enquanto pai, impossível ser melhor. Ele faz os turnos da noite, ele dá banho, troca fraldas, estimula rabinho, apazigua choro em altura de cólicas. Ele é tudo, para a bebe, Um pilar para mim. A mãe é fundamental para uma criança, mas a única coisa que este papa não faz é amamentar, porque impossível fisicamente. Tenho muito mas confiança em deixar a criança com ele durante um mês, do que comigo o restante tempo. Darei o meu melhor, mas não chegará aos calcanhares do jeito inato que parece ter nascido com ele. Há pais e pais, eu tenho o privilégio de ter os melhores pais e a minha bebe tambem.