Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Life in Pink

Life in Pink

É demasiado duro o título. Mas é o que sentimos. Vamos explicar porquê.

Sono do bebé é muito difícil, impossível adormecê-lo na caminha, não aceita ser pousado meio a dormir, não acalma se ficarmos ao lado dele, não consegue juntar ciclos de sono na sesta. Posto isto, decidimos recorrer a especialista. Tínhamos 3 em vista, Mafalda Navarro, Andreia Neves e Filipa Fernandes. Dada a experiência da Filipa, achámos que seria a pessoa certa para nos ajudar.

Tivemos a consulta, onde a nossa principal preocupação eram as sestas e a necessidade de capacitar o bebé para dormir sozinho, e ela refere que não podemos travar todas as lutas ao mesmo tempo, vamos focar-nos na noite. O resto da consulta foram banalidades, horarios, rotinas.. Quem tem um bebé que dorme mal e procura informação sobre o tema, já deve ter estes pontos mais que assentes. Sendo segundo bebé, e nós fãs de rotinas, essa parte estava mais que treinada e sabida. Portanto, banalidades, foco na noite. Fim da consulta, acaba com tem mbway, vou enviar lhe os meus dados para fazer o pagamento. Pediu ainda que relatasse como estava a correr e que se não víssemos resultados ao fim de uma semana, mudávamos de estrategia. 

Fim da consulta. Um pouco de desconsolo da minha parte, pois não senti que me tivessem sido facultadas estratégias para o que eu sentia que precisava. Logo de seguida, a mensagem com dados para pagamento, que prontamente paguei. Passou uma semana, em que registámos e enviámos mensagens sobre as noites do bebé. Passado uma semana, estava pior. Perante mensagens desesperadas, responde com um ligue me amanhã. Liguei. Uma vez. Duas. Nada. Decidi enviar mensagem a pedir que me contactasse ou indicasse um horário próprio para o efeito. Nada. Portanto, foi isto. Foi este o acompanhamento pelo qual pagámos. 

Percebo que não consiga ajudar, há casos mais desafiantes que outros. É chato, mas pode mesmo não ter sabido que conselho dar. O que não percebo, numa profissional que é bastante conhecida e aclamada, é o facto de nos ignorar. Ignorar o acompanhamento que referiu dar e que se pressupõe nesta área. É só triste. E pensar que poderia ter recorrido a outra profissional, que efetivamente o fosse 💔

 

 

O sono deste meu querido bebé é o meu calcanhar de Aquiles. O meu e o dele. É o bebé mais fofo, mais sorridente, mais patusco, mas no que toca ao sono vira diabinho. Sestas só no colo, com despertares violentos a cada 30 minutos, adormecer na cama nem pensar e as noites.. Bem, tem noites! Boas quando so acorda duas vezes, mas quando acorda 5 ou 6 vezes.

Desafios do sono podem ter por detrás uma componente biológica e uma componente comportamental. Eu acredito muito que é dele dormir menos, assim como a mana nunca dormiu muito de noite, e hoje com 3 anos e meio já não faz sesta e fica impecável. Há miúdos dorminhocos. Há miúdos desafiantes no que toca ao sono. Os meus são Desafiantes, mas nada que não se trabalhe!

Defendo e sempre defenderei muito colo e muito mimo nestes seres pequeninos. Mas quase chegados aos seis meses, acredito que está na altura de corrigir o sono deste bebé e de o ensinar a dormir sozinho.

Novidades daqui a uns dias 😊❤️

16 de Março. Seria o dia em que retornar ia ao trabalho e a licença parental tinha início. A licença parental teve início, está prestes a terminar, e trabalho nem vê-lo devido à pandemia covid-19. Se soubéssemos, não teríamos iniciado a AC aos 5 meses, mas como não adivinhamos.. E como correu a introdução? Pois bem, eu ainda tinha recordações menos positivas da introdução alimentar à princesa, mas pequeno príncipe conseguiu bater a irmã. Na primeira semana não passava sequer uma colher de sopa. Uma semana inteira. E eu dividia-me entre a culpa de ter iniciado ac cedo demais e o receio de ter um bebé com fome. Não havia sopa com batata doce, cenoura e afins que me valesse. Um mês passou e o bebé começa agora a comer a quantidade indicada pela pediatra. Assim que lhe dou a fruta é vê - lo todo agitado e tentar sorver tudo da colher, a barafustar enquanto apanho mais fruta para lhe dar. A sopa, come-a toda mas com um apoio. Há sempre um pouco de banana na ponta da colher, para ele não se arrepiar todo. Entre isso e umas brincadeirinha com as mãos, a alimentação complementar começa a ser menos desafiante. Na próxima semana começaremos as papas. Vamos fazer com leite materno e esperamos que seja um sucesso! 

O príncipe está um amor, sabiam? Parece um pequeno Buda, só apetece esborrachar com beijinhos. 

Aos 5 meses e meio o bebé começou a palrar. Mas a palrar a sério, com guinchinhos para se fazer ouvir. Adora palrar quando a mãe lhe tenta dar a sopa, palra quando não lhe dão atenção e quando dão e quer conversa.

Assim que começou esta nova aventura o que piorou? Pois é, o senhor sono 😊 já sabemos que aliado a novas descobertas vêm sempre noites mais agitadas. Mas é tão bom vê-los a crescer e a descobrir o mundo. E o bom que ele está, gorducho que só ele? ❤️