Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

Eu percebo que as pessoas não adorem os seus empregos. Eu percebo que as pessoas podem estar saturadas. Eu percebo que o verão está a chegar e já só se pensa em férias. Mas era escusado os trabalhadores do estado serem tão mal dispostos, fazerem pausas gigantes para café, serem tão lentinhos a atender. Por outro lado, o que dizer das pessoas que chegam, constatam o caos e dizem - bem,vou buscar o meu filho e despacho isto. Pois é, assim sendo, o comum dos mortais está tramado. Há velhinhos, grávidas e pessoas com crianças de colo às toneladas. O que dizer da organização estatal destes serviços, que nesta fase de entrega de irs e afins têm uma pessoa a atender, duas com sorte? Estado no seu melhor. Ainda bem que pago tudo certinho e direitinho,mas ainda assim sou seleccionada para vir certificar sempre qualquer coisa. A minha entidade empregadora deve adorar que eu perca um dia aqui, quAndo na realidade ia só usufruir da minha hora de almoço. Acabaram as senhas prioritárias. Pode ser que agora numa hora o assunto fique arrumado. Até porque ja lá vão duas horas e meia.