Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

A creche da princesa vai ser bastante cara, não é a nossa primeira opção, mas foi aquela em que conseguimos vaga, com condições bastante aceitáveis. Cara ao ponto de não podermos partilhar as despesas, como temos tentado fazer até aqui. E isso põe-me em conflito comigo própria - onde está a minha independência, se não consigo dar o melhor à minha filha, se ganho um ordenado ridículo, ainda por cima com um emprego que não me deixa sentir feliz, realizada? Ando aqui neste drama interno, até que me lembrei. O meu pai esteve doente. Esteve, porque felizmente tudo foi ultrapassado. E nesse momento, o que importou? A saúde dele. Só. Mais nada. Daria todo o meu dinheiro para o manter vivo. Ora bem, porque ando aqui a chorar quatro mil euros em meio ano? Felizmente, podemos abdicar desse dinheiro sem nos faltar nada. Não é a situação ideal, mas temos saúde e a princesa será bem tratada. Relativizar é a palavra de ordem! (Isto sou eu a tentar convencer-me)