Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

quarto.jpeg

 

Ou mais sensatamente, quando a tralha começa a acumular. Senhor namorado tem-se chateado ultimamente muito com o nosso local de residência, dizendo agora que será impossível a bebé ter um mano/a, porque a casa é minúscula e não tem espaço que chegue (além do palavreado que não é muito normal nele, e com a acumulação da adrenalina nas veias, leia-se os nervos, profere como se não houvesse amanhã). O apartamento não é efetivamente gigante, mas apesar disso tem espaço suficiente para coabitarmos os três sem grande stress. O grande problema do nosso apartamento são os móveis e a fraca arrumação - contornando esta situação, parece-me uma casa aceitável para já, tendo em conta os nossos rendimentos. Óbvio que preferia um T3, óbvio que preferia áreas grandes, óbvio que preferia receber mais luz, ter um wc com banheira/poliban fechado, e já agora, porque não uma banheira, uma arrecadação, etc etc?

A realidade é que neste momento, e temo nos anos vindouros, a situação não vai alterar grande coisa. Assim sendo, há que aceitar a realidade, respirar fundo, e tentar destralhar o máximo possível. Roupas que não usamos há x tempo, mas está em bom estado? Damos. Livros que já lemos e não adoramos particularmente? OLX. Jogos de PS? OLX. A própria PS? acabará eventualmente no OLX, porque como referiu senhor namorado, quando a princesa jogar, merece jogar num aparelho novo :p

Quando o espaço nos parece pequeno e ficamos tremendamente chateados, porque não pensar no amor que nos transborda no coração? Porque não pensar que temos saúde e a melhor princesa do mundo? (palavras a lembrar igualmente por mim, porque também sou acometida por umas raivinhas de vez em quando :))

Imagem retirada do site da empresa HomeLovers