Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

Ás vezes dou por mim a pensar - O que raio estaremos a fazer mal desta vez?

Não falo da energia que a bebé tem, isso aprecio bastante e não há qualquer problema, falo da pouca capacidade para se entreter sozinha mais do que dois minutos sem reclamar a minha presença. E dois minutos é muito bom. Ontem, cansada de andar às voltas pela casa e pela rua, decidi sentar-me no sofá por dois minutos. Assim que me afastei 50 cm dela, começou a olhar com ar de "mas para onde é que pensas que vais?". Lá a distraí a cantar umas músicas durante alguns segundos e claro, não passaram dois minutos já toda ela eram braços esticados e hum hum humm para a mãe (não sei como designar o modo como ela refila). O pai, querido que só ele, veio a casa para dar o jantar à princesa, pô-la na cama e seguir para um jantar da empresa (apreciei muito a atenção). O jantar foi outra coisa tenebrosa - dar o jantar nos dias que correm é um desafio. A princesa já está acordada desde as 15h, às 19h refila por tudo e por nada. Pensam vocês, duhh, então porque não a põem a dormir? Pois, até que tentamos, não pega. Dá direito a sentar-se logo na cama, pôr-se em pé, gritaria e pronto. Desistimos. Desistimos da última sesta em prol de um pouco de sanidade mental. Ou insanidade, porque o jantar passou a ser hora non grata. O certo é que depois do jantar ainda brinca um bocadinho sem grande drama. Para adormecer, já vai tão cansada que ultimamente até tem corrido bem e sido relativamente rápido (o que são 15minutos na vida de uma pessoa, quando já demorámos uma hora e mais a adormecê-la, no meio de muito choro?).

O mais provável é estarmos a fazer tudo bem e esta ser mais uma fase. Ou ela ser mesmo assim :) Já referi que está gira que se farta? É uma gorducha boa.