Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Life in Pink

Life in Pink

Um horror. Para a mãe. Para a bebé. Tentei ter calma, respirar fundo, mas não deu. Chorei, chorei e chorei, percebi que a coisa estava descontrolada e chamei o papá, que lá pediu no emprego um bocadinho para vir apoiar a família. Normalmente o apoio à família é quando alguém se encontra doente, mas nesta situação também não estávamos muito bem. Deixámos a bebé na creche e quando voltámos ela chorava. Chorava de um modo como nunca tínhamos ouvido e foi difícil voltar a acalmá-la. Chegados a casa, leitinho e caminha. Agora descansa. E eu continuo de coração apertadíssimo, que amanhã repetimos tudo outra vez. Não gosto nada disto. Nada. Obrigada ao papá pelo apoio, sem ele era tudo muito mais difícil! A adaptação devia ser feita com o papá, a princesa ficaria decerto muito mais descansada. Um dia de cada vez. Para já, respirar.